Se preocupar com a concorrência no empreendedorismo hoje é um erro

É preciso mais que coragem, é preciso paciência, inteligência, informação e sabedoria. O conhecimento técnico da área você já domina, será isso o suficiente para empreender e ter sucesso profissional? 

Alguns começam com timidez dentro de suas casas, com uma produção ou execução de algum serviço, iniciam sozinhos ou com colaboradores, tem matéria prima, é o faz tudo, realiza todas as operações de um negócio. São tantas histórias incríveis de empreendedoras de sucesso, que começaram quase que “sem querer” suas grandes empresas em garagens. Existe alguma coisa que todos eles têm em comum. O primeiro passo, todos saíram de um ponto, deram o primeiro passo para frente, avançaram e conquistaram sua grandeza. 

Coragem é a palavra da vez para quem sonha

Hoje você conhece também histórias incríveis de mulheres empreendedoras que conquistaram o mundo. Batalharam, cresceram, e sim elas também deram o primeiro passo. Cada uma com seu motivo, por fazer o que gosta, por necessidade, mas tiveram a coragem de empreender. Ali no início do texto você leu que não basta só coragem, você precisa dela para dar o primeiro passo, mas para continuar na luta, não desistir e enfrentar cada desafio você precisa muito mais que isso. 

O Significado de Concorrência está na economia, na sociologia, antropologia. Diferentes abordagens do tema podem ser encontradas. O que você lê neste artigo, entenda como a interpretação mais simples, rotineira de concorrência. Pequenos e médios empreendedores se importam demais com as outras empresas e profissionais da mesma área. Os quais criam estratégias erradas para seu negócio, baseados em informações do cotidiano do vizinho. 

Saber juntar pessoas a seu favor e a favor delas, o lado humano do empreendedorismo

Conheça agora um ponto em especial que pode diferenciar sua jornada ao sucesso. União. 

Reflita sobre esta palavra no âmbito de concorrência, competividade no mercado e público. Primeiro tente excluir de sua rotina empreendedora a palavra concorrência, faça esse favor para sua saúde emocional. Essa preocupação com o que a concorrente faz ou deixa de fazer tira seu olhar o seu próprio negócio. Evite essa ansiedade, evite ter o ponto de vista do vizinho e olhe para seu empreendimento. 

A comparação de preços, produtos, jamais vai igualar a sua história. Encontrar a sua diferenciação do mercado é muito mais valioso que copiar. Muitas empresas fracassam tentando copiar os resultados, consideram que aquela estratégia deu certo para um, dará certo para ela. As inspirações são válidas, importantes. Buscar olhar por essa perspectiva para o outro, é amadurecimento e sabedoria. Saber indicar a “concorrente” para um cliente é sinal de força não fraqueza. Existe um público para cada empresa, e quanto mais você pensar em divisão desse público, ali vai permanecer presa, então liberte-se para fazer o melhor com seu próprio público, e os novos clientes vão surgir, com seu trabalho voltado para o seu sonho, as coisas boas vão acontecer. 

A concorrência atingiu seu nível mais alto onde pessoas se tornaram concorrentes uns dos outros em números de seguidores nas redes sociais 

Na era das redes sociais, antes das pessoas comprarem produtos ou serviços, elas compram pessoas. No processo de identificação com a empresa ela vai buscar quem foi a responsável por determinada ação, a idealizadora de um projeto e suas vitórias e derrotas diárias. Assim o consumidor hoje se conecta com pessoas e não coisas. Busque sua autenticidade no negócio e outras pessoas do mesmo segmento que você, podem fazer o mesmo. Na era digital a vaidade atrelada aos números se tornou também um ponto extremo do empreendedorismo. 

Mais que resultados verdadeiros, esses números digitais se tornaram valor de medida de sucesso para empresas. Como empreendedora, coloque atenção e toda sua motivação em gerar resultados reais, mais que fama digital. Com a diferenciação do seu negócio, seu público vai investir em você. 

Se chegar ao ponto de você ser “copiada” pela concorrência, fique grata, pois algo certo você está fazendo diante dos olhares da vizinha para ela querer fazer o mesmo que você. Não é certo, você batalhou para colocar no seu negócio a sua identidade e outra pessoa tenta copiar, mas é nessa hora que você precisa respirar fundo, e olhar com compaixão para a concorrência, pois ela não será de verdade para seus consumidores. 

O medo da concorrência é um grande desafio na jornada de empreender. Saber lidar com essas situações pode ser a chave para seu crescimento. Se você souber aproveitar as chances de parcerias, união entre empresas, você vai ganhar ainda mais força em seu negócio. Um bom impacto na sua imagem e mais conhecimento pessoal. Saber executar de tudo um pouco dentro da empresa pode ser ótimo, pedir ajuda para quem já conhece esse caminho melhor ainda. Não se torture para aprender sozinha a cuidar de uma empresa, conheça o mercado e o melhor jeito para isso é saber conviver, conhecer as pessoas certas que tem muito conhecimento a passar. 

Humildade é uma característica forte na empreendedora que você pode se tornar

Caso uma pessoa não queira dividir uma informação com você, se colocando como valiosa demais para isso, não se preocupe quem perde é ela. Essa teoria pode parecer linda, e fazer isso na prática acredite não será mesmo fácil. Comece você dando esse exemplo para outras empreendedoras, motivando a união e força entre as mulheres, todas saem ganhando. Mais que dinheiro, recebem admiração e respeito das demais. 

E quem não abraçar essa ideia de menos concorrência e mais união vai permanecer sozinha, acreditando sempre não precisar dos outros. Esse não é o futuro que você deseja né?! 

@valeriaspinelli – @itbcomunicacao

Quer ser uma empreendedora convidada para escrever aqui no Garota de Negócios? Envie um e-mail para contato@garotadenegocios.com.br