Sei bem o quão difícil é tomar essa decisão. Passa um turbilhão pela nossa cabeça, muito medo, ansiedade… afinal de contas, pode dar errado! Mas durante toda a minha experiência, aprendi a escutar uma voz que vem lá de dentro da nossa alma; o nome dessa voz é coração. Pode parecer clichê, mas é a mais pura verdade. 

Quando você caminha no sentido do seu coração, inspira pessoas a sua volta a caminharem com você e fazerem parte do seu movimento de vida. E é aí que tudo começa a fluir.

Aprendi que “se quiser uma justificativa pra não fazer, vai encontrar. Se buscar uma forma de fazer, vai encontrar. A gente encontra aquilo que está procurando!”. Confie! 

Vou contar pra vocês em 5 passos o que eu fiz para transformar minha paixão em profissão e empresa de sucesso! 

1. DESEJO e DECISÃO – seu sonho: do coração para o mundo real

Aos 16 anos descobri que estava grávida. Veio a decisão de que precisava ser alguém na vida. Aos 17 anos comecei a cursar Terapia Ocupacional na faculdade; logo percebi que não tinha nada a ver comigo. Enquanto estudava, fazia uns “bicos” como esteticista e modelo/manequim para ganhar uma grana. Sempre gostei de ter meu próprio dinheiro.

Me formei, trabalhei por um ano na área e larguei o emprego. Resolvi ir em busca de algo que me fizesse feliz. Estudei e passei em um concurso público do TJMG, mas logo percebi que também não tinha nada a ver comigo.

Foi então que decidi não passar minha vida fazendo algo que não gostasse, apenas pela estabilidade que aquilo me traria. Não tomei posse. E como tudo é um processo, nada disso foi da noite pro dia! Eu já tinha 23 anos, um filho de 6, e sentia uma impotência e uma tristeza profunda… Foi quando depois de muito chorar uma noite inteira, veio um insight após uma longa pesquisa sobre o que eu poderia ser na vida. “Como eu nunca havia pensado nisso antes”? Pensei. 

2. DETERMINAÇÃO: o combustível para vencer todos os obstáculos

No dia seguinte eu já estava decidida que seria designer de joias e teria minha própria marca. Audácia? Não! Muito mais! Um desejo ardente do fundo da alma que me encorajava a cada instante. 

Só que para seguir com meu sonho, eu precisava de dinheiro pra fazer os cursos, que eram caríssimos. Eu não tinha um emprego com carteira assinada; vivia dos “bicos” como modelo e esteticista e ajuda dos meus pais, mas como disse, a gente tem a capacidade de criar nossa realidade. Mais que depressa arrumei um emprego no shopping. Meus anos como modelo não foram em vão!

Arrumei emprego na loja da marca que eu havia feito vários desfiles. Não gostava da ideia de ter que trabalhar num shopping, mas estava DECIDIDA E DETERMINADA: ficaria lá por um tempo até conseguir pagar os cursos de joalheria e juntar uma grana para começar minha marca. 

Outro fator super importante durante a fase de DETERMINAÇÃO é não escutar terceiros. Ouvia o tempo todo que eu era doida de ser formada e ter largado um concurso público para ser vendedora de shopping… Muita gente vai querer te desanimar, falar que não vai dar certo, inclusive aqueles que mais te amam e querem “seu melhor”… Mas se você tiver sentindo que está no caminho correto, fuja de comentários desse tipo. 

Designer de joias não era uma profissão tão comum e conhecida, por isto as pessoas me achavam completamente “lunática” quando eu contava minha ideia, ainda mais depois de ter largado algumas profissões… Falaram muuuuito na minha cabeça, mas eu resolvi escutar apenas uma voz: a do meu coração. 

3. DISCIPLINA E DEDICAÇÃO: um sonho não se realiza por meio de mágica

Ninguém vence da noite pro dia. É necessário muito suor e trabalho duro. No mesmo dia que recebi meu primeiro salário do emprego do shopping, corri para me matricular no curso de joalheria/ design/ouriversaria/gemologia.

No primeiro dia do curso, contei minha história aos professores e eles, percebendo minha determinação, decidiram me dar aulas particulares para que eu me formasse logo e começasse a atuar. Terminei um curso de 2 anos em 8 meses.

Era super cansativo! Tinha aulas durante uma grande parte do dia, e no final da tarde até final da noite ia trabalhar no shopping. não tinha feriado, fim de semana… Praticamente não via meu filho. Era angustiante, mas eu sabia que tinha um objetivo muito maior e que logo tudo daria certo.

Era disciplina e dedicação dia após dia. Ao mesmo tempo que precisava continuar ganhando dinheiro pra pagar o curso, precisava colocar meu aprendizado em prática. Eu varava as madrugadas sem dormir, estudando e praticando. Aprendi que persistência e dedicação são mais importantes que o talento. Se eu pensava em desistir? Sim! Já sai daquela loja do shopping chorando várias vezes. Mas logo me lembrava do por quê de estar ali.

E quando você tem um forte por quê, nada te desvia do seu caminho. Seis meses se passaram e tive uma proposta para lançar minha marca em um evento de joalheria num shopping renomado em BH (Ponteio Lar Shopping) e não poderia recusar. Mas que tempo eu tinha para criar uma marca, um site e ainda mais… uma coleção inteira para um lançamento? Mais uma vez precisei tomar uma decisão importante: largar o trabalho do shopping.

Pelas minhas contas eu precisava de pelo menos 9 meses na loja para juntar a grana que precisava! Faltavam ainda 3 meses, mas na vida a gente aprende que quase nunca estaremos prontos, mas que é preciso começar..

4. CORAGEM para ser quem você é.

A verdade é que precisamos de coragem durante todo esse processo, mas acredito que para de fato começar a colocar em prática sua paixão, é necessário ainda mais. 

Em pouquíssimos dias criei uma mini coleção, uma identidade visual, papelaria e lancei minha marca naquele evento do shopping! Foi uma felicidade sem tamanho! Mas e agora? Como ganhar dinheiro? Como fazer com que as pessoas me conhecessem e confiassem no meu trabalho? 

É agora que entra aquela parte mágica que eu disse no inicio: 

Quando você caminha no sentido do seu coração, inspira pessoas a sua volta a caminharem com você e fazerem parte do seu movimento de vida. E é aí que tudo começa a fluir. 

É preciso coragem para ser quem você é. Eu por exemplo, gosto de escrever desde criança, então logo que comecei, decidi colocar mais essa paixão no negócio e contar as histórias por trás de cada joia. Isto fez as pessoas se conectarem mais rápido com meu trabalho. Aprendi que quanto mais você se entrega, mais você acessa o outro. Percebi que poderia transformar a vida das pessoas pelas palavras e mais ainda, percebi que elas nunca vão esquecer o que sua marca fez elas sentirem. 

Óbvio que em meus primeiros dias como designer eu não tinha muito o que fazer! Não tinha clientes… Mas eu tinha tempo!!! E o usava todo a meu favor! Comecei a estudar… não apenas conteúdos técnicos, mas tendências de mercado e conteúdos de autoconhecimento. Percebi que precisava estar na internet.

Estamos vivendo a era do marketing digital, onde o storytelling tem um lugar importantíssimo! Imaginem vocês que eu já conto histórias há 7 anos!

Mas a grande questão é que contar histórias só por contar, só porque é uma tendência, não conecta! E as pessoas percebem isso. Você precisa descobrir sua essência, aquilo que ninguém mais tem, só você. É ilusão achar que para ter sucesso você deve fazer o que outras pessoas do seu mercado estão fazendo; é exatamente o contrário! Pesquise também outros mercados, desvende o que ninguém faz, e se fizer sentido, faça!

O nome disto é diferenciação. E você só será lembrado se for diferente. 

Não tenha medo do que te faz única, do que te move. Coloque todo seu coração em seu negócio e não deixe de sempre contar isso para as pessoas. Ao se conectar com quem se identifica com seus valores você encontrará os melhores clientes do mundo! 

5 . AUTOCONHECIMENTO E FÉ – O sucesso está dentro de você, basta saber como acessá-lo. 

Para que você passe por todos os desafios do seu negócio, considero de grande importância se autoconhecer e desenvolver a sua fé. Nem só de técnicas de vendas vivem os empresários.

É preciso algo a mais. Fé eu sempre tive… Não sei explicar, mas é algo que sempre senti. Aqui eu coloquei o autoconhecimento no quinto passo porque foi a ordem em que ele chegou nesse meu processo.

Mas se eu puder te dar um conselho: coloque ele no primeiro passo! Invista em você! Você é seu maior ativo! Se não se conhece bem, não tem uma visão de aonde quer chegar. Hoje em dia as ferramentas para o autoconhecimento são tão acessíveis e ainda assim tanta gente insiste e não dar o devido valor.

Frequentemente você será tentado a desistir, pessoas irão te desanimar e desmerecer. Você também será tentado a copiar o que os outros estão fazendo por medo de ser diferente.

O autoconhecimento serve para você se redescobrir, se conectar com a fé, buscar cada vez mais sua essência, e não se desviar dela ao longo da jornada. Você precisa encontrar o que te faz conectar consigo mesmo: meditação, oração, coaching, cursos, livros… experimente! Até encontrar o que te deixe mais próximo do seu coração! 

Desejo que estes 5 passos ajudem vocês nos momentos desafiadores!  

Se conheçam como ninguém! Exaltem o que tem de melhor, trabalhem suas fraquezas e estejam prontos para o sucesso! 

@anatomichdesignjoias@para2serem1

Quer ser uma empreendedora convidada para escrever aqui no Garota de Negócios? Envie um e-mail para contato@garotadenegocios.com.br apresentando o seu negócio.